Pat na Amazônia

18.8.03


Triste Fim de um Diálogo Ufanista

- Realmente o Brasil tem o maior potencial do planeta para o desenvolvimento sustentável. Não à toa o Capra apresentou seu projeto de Diálogos da Sustentabilidade para o Governo Lula e não para o Governo Schröder.
- Não apresentou pro Governo Schröder porque ele já tem projeto próprio.

(Vamos e venhamos, esse diálogo brazucalemão está completamente pregnado de parcialidade. Adiante)
- Projeto pra quê, se destruiu sua floresta, se sofre com o aquecimento global e tem crise de energia porque não pode ligar a usina atômica e a termelétrica só piora o efeito estufa?
- Usina nuclear é na França, na Alemanha apenas 30% são termonucleares. Somos vítimas e não vilões do aquecimento global.
- Tá certo, quem anda de carro pro shopping e não assina o Tratado de Kyoto são os United States of America. Morte ao Bush!
- Morte ao Bush!
(só no diálogo há triste fim, no meu silêncio a mente grita: viva o povo brasileiro!)

Comments:


Na esburacada Fernão Dias rumo à Dom Pedro, comentávamos Thomas e eu sobre a péssima situação das estradas federais e o problema da infraestrutura de transportes no Brasil. Ousei falar mal de JK e tive de me justificar: errou sim em botar todas as fichas no rodoviário, deixando feliz Ford GM Mercedes e companhia, e assim descaradamente abandonar as ferrovias. Palavra de ordem hoje é transporte intermodal, vejamos o que aconteceu em Tatuí, a 60 km de Sorocaba e 129 km de São Paulo. Num terreno onde antes só vicejava o capim barba-de-bode hoje um "porto seco" que liga a ferrovia à rodovia. Pena que os trilhos não mais levam gentes pra Apiaí: os alemães e outros descolados amantes da natureza iam adorar uma viagem ferroviária pela mata atlântica e depois explorar cavernas. A linha de passageiros não sobreviveu porque o transporte rodoviário é duas vezes mais rápido que o caminho de ferro (três contra sete horas) e também por outro motivo de insustentabilidade econômica: o que o turista ia fazer chegando três da manhã em Apiaí? Ora pois.

Comments:


Atualização, especialmente pro Maurício que me perguntou há semanas e não lhe respondi:
o Caprichoso ganhou e Parintins ainda espera seu "puxadinho" energético para Tucuruí. Coisa de uns milhões... vejam lá no Repórter Social

Comments:


Depois de um longo silêncio não prometo longo falar. Apenas uns curtos
Diálogos:

- Du bist mein Engel (você é meu anjo)
- Ich bin kein Engel, ich bin dein Teufel (não sou nenhum anjo, sou seu Teufel)
- Teufel? was ist Teufel? (Teufel, o que é Teufel?)
- Devil. (inglês vcs sabem, né?)



Comments:

12.8.03


ATTENTION PLEASE. Patricia is in Sao Paulo. O passarinho verde (ou seria outra cor de burro quando foge?) andou espalhando que PatCachoeiraMulungu saiu da Abril e despirocou com um tal projeto Pat na Amazônia pra talvez não mais voltar, porque talvez tenha se embraçado com a sucuri psicodélica blablabla...
THAT´S ALL FALSE. Tudo mentirinha de mentirinha de gente bobinha. Sou bem adultinha apesar de nem parecer. Estou com um projeto pessoal mas, por nem ser millionaire, I cannot live in the Amazon by now. People ask me, when are you going again? And I say, do you know how much does it cost?
Anyway. A quem interessar possa, estou em semi-retiro no meu paradiso particular, a Pasárgada que criei num quadrilátero entre Trianon-Masp, Rafael de Barros, Lorena e Paulista. O carro na garagem, a vizinha vovozinha cumprimentada pela manhã, a feira na sexta-feira sagrada, com a tapioca de Noca e os temperos mágicos de Nalva.


Comments:

Home